16 de fevereiro de 2015

Divulgando


Caras amigas e amigos leitores, exemplificando e ratificando a minha opinião sobre a impressa literária brasileira que deixa no ostracismo os nossos grandes escritores, hoje lhes trago um escritor que poucos ouviram falar, assim como, por absoluta falta de informação, pouquíssimos leram suas obras, mas que é, sem dúvida e sem nenhuma redundância, conhecido da grande maioria. Trata-se do escritor:



Bernardo Joaquim da Silva Guimarães, mineiro de Ouro Preto, nasceu em 15 de agosto de 1825; foi um romancista e poeta brasileiro conceituadíssimo já na sua época. Advogado formado pela Faculdade de Direito de São Paulo, além de escritor, foi também jornalista, magistrado e professor. 

Suas criações como Poeta foram alvo de muita polêmica e controvérsias na época; criticado por alguns e elogiado por outros, Bernardo Guimarães introduziu no Brasil o bestialógico - poesia de versos sem sentido; usando o burlesco, o satírico e o sem sentido, tornou-se o precursor brasileiro do surrealismo na arte da poesia. 
Suas obras são:
Poesia:
Cantos da Solidão (1852)
Inspirações da Tarde (1858)
Poesias Diversas (1865)
Evocações (1865)
A Baia de Botafogo (1865)
Novas Poesias (1876)
Folhas de Outono (1883)
Drama:
A Voz do Pajé (1860)
O Ermitão de Muquém (1869)
Contos:
Lendas e Romances (1871)
Uma História de Quilombolas,
A Garganta do Inferno,
A Dança dos ossos.
O Pão de Ouro (1879)
Crônicas e Novelas
A Cabeça do Tiradentes (1872)
A filha do fazendeiro.  
Jupira.
Romance:
O Garimpeiro (1872)
O Seminarista (1872)
O Índio Afonso (1872)
Maurício ou Os Paulistas em São João del-Rei (1877)
A Ilha Maldita ou A Filha das Ondas (1879)
Rozaura, a Enjeitada (1883)

Muitos podem estar se perguntado: mas que escritor é esse afinal? Pois muito que bem, lendo o que segue abaixo com certeza irão identificar, pois mesmo desconhecendo-o de nome já viram ou ouviram algo sobre a sua obra maior, sua obra-prima, vamos a ela:  


Em 1875, Bernardo Guimarães escreveu “A Escrava Isaura”, livro que se tornou um clássico da nossa literatura; romance de uma história envolvente que conta as agruras de uma bela escrava branca que vivia em uma fazenda do Vale do Paraíba, na região fluminense de Campos, no Rio de Janeiro, e que se tornou um sucesso quando foi levada à tela da televisão em 1976 e reprisada em 1977 pela Rede Globo, sendo em 2004 também apresentada pela Rede Record, mas foi com as produções da Rede Globo que o romance ficou conhecido por milhares de milhões de espectadores por esse mundo afora e, por consequência, vendeu livros à rodo; para servir de exemplo, somente na China o livro vendeu mais de 300 mil exemplares.       
Bernardo Guimarães foi o patrono da cadeira nº 5 da Academia Brasileira de Letras; escritor que, por ironia, não obstante o sucesso alcançado com sua obra mais conhecida, morreu na mais absoluta miséria em 10 de março de 1884 aos 59 anos de idade.

* * *
Aos que ainda não leram e se interessarem, deixo o link no qual poderão baixar em PDF não somente “A escrava Isaura”, mas também outros livros da autoria do escritor: http://tinyurl.com/l6gtj6l 

Espero que tenham apreciado a divulgação de hoje; meu abraço, até a próxima e boa leitura.
____________________________________

20 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá, Viviani
Tem duas obras somente que conheço...
Foi bom ver a relação do escritor...
Bom descanso!!!
Abraço fraterno

Marina Fligueira disse...

Pues si que debe estar muy bien ese libro, solo es titulo... Y además ya tuvo su éxito.
Tiene un bonita trayectoria el autor y, como otros muchos después de hacer fortuna, acaban en la miseria. Será culpa de una mala gestión administrativa. Bueno, le puede pasar a cualquiera.

Un abrazo y feliz semana.

Marcia Pimentel disse...

Olá, Viviani!
Eu li o livro depois de ver a novela na Globo. Eu não perdia um capítulo. E passei a gostar ainda mais da hsitória depois de ler o livro.
Bjo

Nádia Santos disse...

Não sabia que o autor de Escrava Isaura tinha tantos trabalhos. Ótima postagem. Um abraço :)))

Guaraciaba Perides disse...

Bem interessante ...apesar de conhecer o autor, muitos de seus títulos conhecia de nome através de meu pai, mas confesso não ter lido nenhuma de suas obras. Quando aluna, ainda no ginásio os professores recomendavam José de Alencar, Manuel de macedo , Machado de Assis,etc e no colegial, passamos ao vôo solo escolhendo nossas próprias leituras...assim perdemos ,certamente, muitas obras importante.
Obrigada
Um abraço

Laura Santos disse...

Uma bela divulgação, e realmente eu só conhecia o nome de Bernardo Guimarães como autor de "A Escrava Isaura", novela que passou há muitos anos, também aqui em Portugal, mas nuca li o livro.
Obrigada pela divulgação de mais um grande nome da Literatura Brasileira.
xx

cris braghetto disse...

Olá, Viviani.
Acho que O Seminarista, também é uma obra muito conhecida deste escritor. Infelizmente, muitos escritores só são conhecidos a partir da indicação de leituras para o vestibular. Achei bastante interessante o trecho que diz, ser Bernardo, "o precursor brasileiro do surrealismo na arte da poesia"
Parabéns pela divulgação.
Abraços.

Graça Pires disse...

Tenho que reconhecer a minha ignorância.Bernardo Guimarães com tantas obras e eu só conheço "A escrava Isaura". Obrigada pela divulgação.
Abraço.

Patrícia disse...

Adoro, já li "A cabeça do Tiradentes", "O Índio Afonso" e a "Escrava Isaura" tbm, esse tenho o livro.
Abração pra você

Arione Torres disse...

Oi amigo, um grande autor!!!
A Escrava Isaura é um clássico!!
Tenha uma excelente semana, abraços e fique com Deus!!!!!

VILMA PIVA disse...

Que maravilha trazer Bernanrdo Guimarães para que possamos conhecê-lo melhor.Confesso que conheço somente "Escrava Isaura" desse nobre escritor. Obrigada pela rica oportunidade e parabéns! Beijos meus

Gracita disse...

Olá Viviani
Eu li pouquíssimas obras do grande Bernardo Guimarães... O Seminarista e A Escrava Isaura foram marcantes na minha formação literária.
Gosto de chegar e ter o privilégio de ler a divulgação que você faz com propriedade sobre escritores brasileiros de épocas passadas mas notáveis por sua grandiosa tessitura literária.
Tenha um lindo dia
Beijos

JAIRCLOPES disse...

Constrangido confesso uma tremenda falha na minha leitura da literatura brasileira: Jamais li Bernardo Guimarães. Vou eliminar esse lapso e depois poderei expressar minha opinião sobre sua obra.

Mariangela do Lago Vieira disse...

Oi J.R!
Apesar de ter lido tantos livros no colégio, deste autor eu li somente Escrava Isaura...penso eu.
Que boa postagem!
Abraços e uma boa tarde!
Mariangela

Clau disse...

Boa tarde Viviani,
Conheço apenas duas obras desse autor.
Sempre bom ler sobre bons e grandes escritores, aqui no seu blog!
Bjs!

Priscilla Faustino disse...

A única obra que conhecia é A Escrava Isaura e mesmo assim, só de nome, nunca a li. Mas é sempre bom conhecer obras nacionais.

Bjinho,
Pri.

JAIRCLOPES disse...

Constrangido, confesso que minha leitura da literatura brasileira contém essa falha: Nunca li Bernardo Guimarães. Tenho que, com urgência, preencher esse hiato, vou ler tudo que encontrar desse escritor tão importante.

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Me encanta este espacio dedicado a la biografía de grandes escritores brasileiros y, más concretamente, el de hoy donde nos muestras un completísimo documento sobre este gran genio de la Literatura en Brasil, Bernardo de Guimaraes.
Abraços.

Lilly Silva disse...

J.R. muito boa a ideia de divulgação. Gostei muito de sua atitude. Eu mesma confesso que por muitas vezes acabo só lendo livros "gringos" por falta de conhecimento dos nacionais!...
Abçs

http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

Blogger disse...

Did you know you can create short urls with Shortest and make money from every visitor to your short links.